Pucón: aventura, ecoturismo e charme

Para muitos, Pucón é a melhor cidade do interior do Chile para se visitar. Além de charmosa e tranquila, há muito o que fazer em Pucón no que diz respeito a aventura e ecoturismo. E uma dessas atividades é escalar o famoso vulcão Villarica.

A cidade está localizada no sul do Chile, mais precisamente na região da Araucanía, distante 780km da capital Santiago. Essa pequena localidade chilena possui duas avenidas principais: a Libertador O´Higgins e a Avenida Ansorena. É na primeira que encontraremos lojas, agências de turismo, casas de câmbio, restaurantes e bares.

Suas ruas são limpas e suas casas charmosas, normalmente de madeira em estilo montanhês. O lugar costuma ser bem disputado pelos turistas no verão. Durante o inverno, os visitantes encontram um sossego maior para curtir um clima mais romântico ao invés dos esportes radicais.

A cidade de Pucón

A cidade de Pucón (Foto: On My Way)

O que fazer em Pucón?

Preparados para um passeio em Pucón? Então começaremos com a principal atração da cidade: o vulcão Villarica.

Esquiar e escalar o vulcão Villarica

O Villarica está a 2.840 metros e impressiona pelo constante sopro de fumaça existente, sendo azul de dia e meio alaranjada em noites claras. É possível avistá-lo de qualquer canto da cidade.

No inverno, esquiar na encosta do vulcão coberta de neve é o atrativo mais procurado pelos turistas. O local fica a menos de 1 hora do centro de Pucón e oferece uma experiência única e altamente recomendada.

Já no verão, escalar o Villarica e chegar o mais próximo possível do cume é, sem dúvida, um passeio a ser encarado. Sempre com guias experientes ao lado, claro. Afinal, não bastasse tudo o que envolve essa atividade, o vulcão é ativo e somente os guias saberão dizer se poderemos ou não escalá-lo naquele dia. Além deles conhecerem as técnicas de segurança necessárias para tal atividade.

Grupo escalando o Vulcão Villarica (Foto: Swoop)

Grupo escalando o Vulcão Villarica (Foto: Swoop)

Megulhar nas águas termais

Pucón oferece uma abundância de águas termais devido ao fato da região possuir muitos vulcões. As águas possuem temperaturas variando entre 32 e 45 graus. O local preferido pelos turistas são as Termas Geométricas, que ficam a 80km da cidade. Suas águas de origem vulcânica são consideradas medicinais.

Dentro das termas estão 17 poços, sendo 4 frios e 13 de águas quentes, formados por fontes naturais que correm pelas montanhas. O local está aberto o ano todo, sendo de mais fácil acesso no verão devido a incidência de neve na estrada.

Na verdade, há muitas termas disponíveis para visitação na região, como por exemplo as Termas Huife (com hidromassagem), as Termas Menetúe (termas noturnas) e tantas outras mais.

Trekking no Parque Nacional Huerquehue

O Parque Nacional Huerquehue está a 40km do centro de Pucón e tem o trekking como ótima opção de esporte, já que possui um terreno montanhoso com uma elevação entre 750 e 2.000 metros de altitude.

O parque está cercado por uma floresta nativa, com belíssimos lagos, lagoas e cachoeiras, oferecendo uma vista incrível do vulcão Villarca a partir de seu interior. São paisagens de tirar o fôlego que fazem do lugar um dos melhores picos para se visitar em Pucón.

Praticar esportes aquáticos

Para os amantes dos esportes aquáticos, o verão em Pucón é propício para praticar o rafting, além da vela e esqui aquático.

O rafting no rio Trancura é muito procurado pelos turistas, pois o nível da água está perfeito para o desenvolvimento do esporte devido ao degelo das montanhas. Um ótimo local para curtir um caiaque ou velejar é o lago Villarica. Mas se o seu negócio é não fazer esforço, passeios de barco nesse lago também estão disponíveis.

Esportes aquáticos em Pucón

Esportes aquáticos em Pucón (Foto: Chile es Tuyo)

Outras atividades em Pucón

Há muito o que conhecer e fazer em Pucón. Pode-se esquiar, acampar e até mesmo cavalgar pelo Parque Nacional Villarica, por exemplo. O Quetrupillán, outro vulcão da região, também pode ser escalado pelos turistas. Mas sempre acompanhados de guias.

Além do lago Villarica, o lago Caburgua, que fica a apenas 22km do centro da cidade, recebe bastante visitantes no verão. Pedalar pelo local é a dica. Apenas por curiosidade, ambos os lagos citados possuem areia vulcânica, sendo negra e grossa.

Os Ojos del Caburgua, distante 17km do centro, são uma grande porção alimentado por belíssimas quedas-d’água. Aliás, cachoeiras não faltam em Pucón. Podemos citar ainda as cachoeiras Salto Bellavista, Salto los Copihues, Salto Carileufu, Saltos el Claro, Salto Mariman, Cascadas Río Turbio, dentre outras.

Para curtir uma vista panorâmica incrível da cidade, siga até o Monasterio Las Clarisas. E desfrute de um lindo pôr do sol em La Poza. Passear de trenó puxado por huskies no inverno também faz parte das atrações que a cidade oferece.

Aproveite, também, a Playa Grande, que sempre encontra-se cheia nos dias quentes. Não deixe de provar um bom chocolate quente nas cafeterias locais, assim como os bolos de doce de leite e torta de berries.

Ojos del Caburgua

Os Ojos del Caburgua (Foto: Hidden Chile)

Como chegar a Pucón?

Pucón possui um aeroporto que realiza somente voos domésticos e praticamente só no verão. Já o aeroporto de Temuco, cidade próxima que fica a 125km de distância, funciona o ano todo e dispõe de vans e ônibus que ligam as duas localidades.

Mas a maneira preferida dos brasileiros de chegar a Pucón é mesmo através de carro a partir de Santiago. Sua rodovia nacional mais próxima é a Ruta 5 Sur, que encontra a Ruta 199, a rodovia que corta a cidade. A viagem dura em torno de 10 horas. Esse trajeto pode ser utilizado tanto por quem vem do norte e de Santiago, quanto por quem chega do sul.

Ônibus também fazem esse trajeto saindo da capital chilena. Entre as empresas que você pode utilizar para fazer a viagem estão a Tur Bus, JAC e Pullman.

Se você gostou das dicas sobre Pucón, aproveite para conhecer nossos artigos sobre Valparaíso, Viña del Mar e Ilha de Páscoa.

E boa viagem!

  • CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS DO SITE

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *