Plaza de Armas: o marco zero de Santiago

A Plaza de Armas é a principal praça de Santiago e o núcleo do centro histórico da cidade. É daqueles pontos turísticos mais conhecidos da capital chilena. Qualquer excursão ou passeio te levará até a Plaza de Armas. E é de lá que podemos também iniciar um tour guiado a pé pelo centro da cidade.

A Plaza de Armas surgiu em conjunto com a fundação da cidade de Santiago, em 12 de fevereiro de 1541, e é considerada seu marco zero. Inicialmente era uma quadra totalmente plana e somente em 1860 o local foi arborizado seguindo padrões arquitetônicos europeus.

Plaza de Armas

Plaza de Armas: o contraste entre o velho e o novo (Foto: Natalia Maimoni)

Atrações turísticas da Plaza de Armas

A famosa praça contém prédios históricos e diversas esculturas e monumentos. O contraste entre o velho e o novo encanta turistas e moradores da capital chilena. A Plaza de Armas tem sido muito utilizada atualmente para atividades culturais. E é comum encontramos pintores e outros artistas expondo seus trabalhos por lá.

Na esquina entre as ruas Paseo Puente e Catedral encontramos a Catedral Metropolitana de Santiago. Essa importante igreja está nesse ponto desde a fundação de Santiago, mas não se trata do edifício original. Na verdade, a atual catedral é o quinto edifício construído no local. Suas obras iniciaram-se em 1748 e só terminaram em 1775. Os templos que precederam a atual catedral foram destruídos por terremotos ao longo do tempo.

Plaza de Armas

Plaza de Armas: Catedral Metropolitana de Santiago (Foto: Carlos Fernandes)

Ao lado norte da praça encontramos três antigos edifícios governamentais, sendo eles o do Correo Central, Museo Histórico Nacional e La Ilustre Municipalidad de Santiago.

O edifício dos correios era, na verdade, a casa do conquistador espanhol Pedro de Valdivia, fundador de Santiago. Depois passou a ser sede dos governadores chilenos até chegar aos presidentes da república. Porém, em 1842, a residência presidencial mudou-se para o Palacio de La Moneda. O local foi quase destruído por completo por um incêndio em 1881 e, após sua restauração, foi reaberto em 1882 com seu novo estilo neoclássico.

Plaza de Armas

Plaza de Armas: Correo Central (Foto: Natalia Maimoni)

O Museo Histórico Nacional foi um dia o Palacio de la Real Audiencia, o principal tribunal colonial do país. Construído entre 1804 e 1807, foi também sede de diversos ministérios, até os mesmos serem transferidos para o Palacio de La Moneda. Em 1982 passou a ser o endereço oficial de tal museu.

Já a Ilustre Municipalidad de Santiago era uma antiga prisão colonial construída entre 1578 e 1647. Porém, em 1679, ela foi demolida e reconstruída em 1891. A demolição e a seguinte reconstrução ocorreu devido a um incêndio que destruiu o local. Reaberta em 1895, foi oficialmente declarada sede da administração da cidade.

Plaza de Armas

Plaza de Armas: Museo Histórico Nacional e La Ilustre Municipalidad de Santiago (Foto: Carlos Fernandes)

Arredores da Plaza de Armas

Nos arredores da praça também podemos observar vários pontos comerciais. Um dos pontos mais famosos é o Portal Férnandez Concha. Construído em 1871, seu segundo piso abrigava o Gran Hotel Ingles, o qual foi o primeiro hotel da cidade a ter luz elétrica em todos os quartos. Hoje, o local é uma grande galeria, famosa pelos restaurantes que oferecem a gastronomia típica chilena e pelas lojas que lá existem.

Ao redor da Catedral de Santiago, entre as ruas Puente e Catedral, também encontramos uma região chamada informalmente de Pequeña Lima. O nome se dá devido a grande quantidade de peruanos que ali se reúnem para comercializar produtos e procurar emprego.

Plaza de Armas

Plaza de Armas: interior da Catedral Metropolitana (Foto: Natalia Maimoni)

Uma vez na Plaza de Armas, aproveite também para conhecer o centro de Santiago e a famosa rua Paseo Ahumada. É aconselhado aos turistas ficarem muito atentos com os “batedores de carteira” na região. Entenda como nos precaver contra esses delinquentes no texto Golpes comuns em Santiago e quais os cuidados.

Monumentos da Plaza de Armas

Vamos conhecer agora alguns monumentos que se encontram espalhados pela Plaza de Armas:

– Estátua de Pedro de Valdivia: conhecida como “Estatua ecuestre de Pedro de Valdivia”, representa o conquistador espanhol montado em seu cavalo. Feita totalmente de bronze e doada pelos espanhóis residentes no Chile em 1963, o monumento foi inicialmente instalado no Cerro Santa Lucía e depois movido para a Plaza de Armas no ano de 1966.

– Monumento a la Libertad de América o a la Victoria de Ayacucho: instalado dentro da fonte que se encontra bem ao centro da Plaza de Armas, marca o “quilômetro zero”, local a partir de onde se mede os quilômetros, tanto ao sul quanto ao norte do Chile. Feita de mármore de carrara, é o primeiro monumento que chegou ao país depois da sua independência. Representa a luta dos países latino-americanos por essa independência.

– Monumento a los Pueblos Originarios: também conhecido como Monumento “Al Pueblo Indígena”, é um espaço comemorativo ao povo indígena. Trata-se de uma das estátuas mais fotografadas da Plaza de Armas. A obra procura representar três elementos específicos: uma semente, um rosto e a vegetação.

– Monumento a los Cardenales de la Iglesia: Em frente à Catedral Metropolitana encontramos o monumento em homenagem ao primeiro cardeal chileno, Don José María Caro. E ao também importante Cardeal Raúl Silva Henríquez. Ambos estão sepultados dentro da mesma.

– Cápsula del Tiempo por el Bicentenario de Chile: Uma cápsula do tempo foi enterrada na Plaza de Armas para comemorar o bicentenário do país em 2010. A cápsula, feita de aço inoxidável, contém objetos representativos da cultura chilena e será desenterrada em 2110, quando o Chile comemorará seu tricentenário.

Plaza de Armas

Monumentos da Plaza de Armas (Foto: Natalia Maimoni)

Como chegar na Plaza de Armas

A Plaza de Armas é facilmente acessada a pé a partir do centro de Santiago. Como dito anteriormente, é o ponto turístico onde toda excursão ou passeio visitará. Há também a opção de visita-la utilizando o metrô, principalmente  para quem estiver hospedado a uma certa distância. A estação Plaza de Armas (linha verde) te deixará no coração do local.

Visitar a Plaza de Armas é uma obrigação para todo turista que vai à Santiago. Pode não ser o ponto turístico mais bonito da cidade, mas será um dos pontos mais envolvidos com a história do Chile.

  • CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS DO SITE

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Morgana Lima disse:

    Devorando o site! Fantástico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *