Mercado de trabalho chileno

Vamos abordar um assunto muito importante àqueles que pretendem viver no Chile: o mercado de trabalho chileno. Sabemos que a procura por oportunidades fora do Brasil é uma realidade já há alguns anos devido a escassez de emprego em nosso país e ao aumento da crise econômica. E pela proximidade o Chile tem sido um país muito visado pelos brasileiros.

Mas muitas dúvidas pairam no ar quando pensamos em nos arriscar em um mercado no exterior. São dúvidas referentes as oportunidades oferecidas aos estrangeiros, aos salários, aos benefícios e principalmente as chances de ser aceito como um profissional estrangeiro. Encaixamos, a partir daí, dúvidas a respeito das dificuldades impostas pela barreira da língua, a necessidade de um visto, o custo de vida, validação do diploma e tantas outras questões.

-> Aproveite e confira ainda nosso artigo Compensa trocar o Brasil pelo Chile?.

Visto de trabalho no Chile

Mercado de trabalho chileno

Rut ou Run (Foto: Natalia Maimoni)

Algumas dessas respostas podem ser encontradas aqui mesmo no BRchile em alguns de nossos textos. Tomando por base, claro, a procura de uma oportunidade de trabalho no Chile. Visitem nossos textos referentes ao processo para se dispor do Visto de Residência do Mercosul e do documento de identificação e registro chileno, o RUT.

Sem esses dois importantes passos você não conseguirá ter a oportunidade de encontrar um emprego no país andino. É a partir do Visto Mercosul que o estrangeiro disponibilizará seu “permisso de trabajo”.

Portanto, saiba que no Chile o jeitinho brasileiro não funcionará sem esses documentos. Sendo assim, suas chances de encontrar um bom emprego serão muito pequenas. Tenha em mente ainda que no país não existe a carteira de trabalho, e que qualquer empresa que for te contratar fará um contrato que será firmado em cartório. E esses documentos serão obrigatórios.

Mercado de trabalho chileno

Lembrem-se que estamos abordando um assunto relacionado a cidadãos que possivelmente queiram procurar um emprego no Chile sem alguma perspectiva em vista. E que profissionais que venham a ser transferidos por uma empresa brasileira ou que seja contratado diretamente por uma empresa chilena, estando ainda no Brasil, terá seu processo facilitado pelo próprio RH.

Bom, se sua decisão é se arriscar sem trabalho em vista, informe-se anteriormente muito sobre sua profissão e como ela é valorizada no Chile. Como em qualquer lugar no mundo, profissões relacionadas a tecnologia tendem a ser bem valorizadas. Ou seja, profissionais de TI possuem um campo mais aberto e promissor. Mineração também é uma área muito bem paga. O Chile é forte nesse ramo, tendo o cobre como seu carro chefe. Portanto, a pesquisa é o primeiro passo para se arriscar nessa aventura.

Validação de diploma no Chile

Um dos grandes problemas do país é a validação de um diploma de graduação, por exemplo. O processo é longo e burocrático. E isso ainda não significará que seu diploma será equiparado aos diploma chileno. Talvez ainda seja necessário complementar seus estudos em uma universidade chilena. Entenda muito mais sobre a validação de um diploma estrangeiro no site da Universidad de Chile.

Entrevista de emprego no Chile

Outro grande obstáculo é a língua. O portunhol não é muito bem aceito. Se você não falar espanhol bem, e não entender o espanhol chileno (considerado o mais difícil de ser compreendido) terá suas chances diminuídas. Os chilenos não tem tanta paciência com quem não os entendem. Sendo assim, uma entrevista de emprego pode ser um grande problema na vida de um brasileiro que busca uma oportunidade no país, por mais simples que ela seja.

Tenha em mente que no Chile não existem alguns benefícios importantes que existem no Brasil, como o FGTS e o 13º salário. E que as férias são somente de 15 dias pagos. E que vender as férias também não existe.

Mercado de trabalho chileno

Dicas e conselhos para uma entrevista (Fonte: ayudalempleo.blogspot.cl)

Como é trabalhar com chilenos

Você vai ter que levar em consideração também que a adaptação ao trabalho ficará mais difícil caso você venha a se relacionar apenas com chilenos. O “pra ontem” e a conhecida agilidade do brasileiro não são comuns em alguns setores. E os chilenos costumam não responder e-mails, por exemplo. Mas devemos compreender que cada povo possui sua própria cultura, por mais diferente que possa nos parecer.

Assim nos conta a paulista Paloma R. que, depois de 7 anos trabalhando na área financeira de uma grande multinacional, recebeu uma proposta para trabalhar temporariamente no Chile. E para ela essa morosidade dos chilenos foi algo difícil de se lidar: “Todos meus colegas de trabalho, inclusive o controller que eu assumiria a posição, já haviam me alertado sobre as dificuldades que eu teria. Hoje, com 4 meses no Chile, posso dizer o quanto é difícil trabalhar com chilenos. Minha área depende muito de informação de outras áreas, que sejam práticas e que venham rápido. Eles são muito sérios (fechados) e difíceis de se obter respostas. Claro que eu também tenho esse problema no Brasil, porém aqui é muito mais complicado. É necessário “pegar na mão” e “ficar no pé” para conseguir uma resposta”. No entanto, Paloma assume que trabalhar com os chilenos rendeu a ela muito aprendizado.

Então, se sua intenção é trabalhar no Chile, pesquise e se informe muito anteriormente. Arriscar por arriscar, sem um planejamento e um plano B, poderá ser uma péssima ideia.

NOTA IMPORTANTE: A equipe BRchile não tem o conhecimento exato e nem específico para cada área profissional para poder ajudar a todos nossos leitores profundamente. E também não somos experts no mercado de trabalho local. O intuito desse texto é poder clarear um pouco a mente daqueles que, por conta da situação atual do Brasil, queiram desesperadamente encontrar uma oportunidade no Chile pela proximidade Dar esse passo requer planejamento e a certeza de estar pisando em um terreno sólido. Infelizmente não teremos respostas para possíveis perguntas específicas de profissões e mercado de trabalho.

Veja abaixo alguns sites de agências de emprego para auxiliar na sua pesquisa.

http://www.trabajando.cl/

http://www.laborum.cl/

http://www.chiletrabajos.cl/

https://www.zonajobs.cl/p/

http://www.bne.cl/

http://www.bumeran.cl

Outras informações importantes:

O salário mínimo no Chile é de $264.000 pesos (valores para janeiro de 2017). O que são cerca de R$1.320,00. Maior que no Brasil? Sim! Mas lembrem-se que o custo de vida no Chile, especialmente em Santiago, é bem alto.

– Cerca de 10% do seu salário será descontado todo mês para a Previdência Privada, chamada AFP. Se você for trabalhador independente, também terá que emitir suas “boletas” descontando os 10%.

– Boletas são como as notas fiscais de serviço brasileiras que o trabalhador precisa emitir mensalmente em cima dos ganhos.

– Há também descontos no salário relacionados ao Fonasa ou Isapre (que são parecidos com os planos de saúde brasileiro).

– No Chile é comum a negociação salarial ser sobre o valor líquido que você receberá, não o bruto.

– No site www.tusalario.org/chile/main/salario/Comparatusalario você consegue ter uma noção dos ganhos no país e também qual o salário médio de cada profissão.

  • CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS DO SITE

Você pode gostar...

47 Resultados

  1. Andreia Ruy disse:

    Olá equipe do BR Chile, na minha opinião e o texto de vocês tem boas dicas mas é carregado de preconceito. Especialmente nas frases “até mesmo a agilidade e esperteza do brasileiro passa longe daqui” e “Aliás, por aqui, os expedientes costumam se iniciar por volta das 10h00. E trabalhar demais não está nos planos da população”. Acredito que essa informação está equivocada, provavelmente enfocada em experiências pessoais pontuais e não contribui como informativo. Eu trabalho com consultoria e tenho contato direto com muitos clientes chilenos e brasileiro e pela minha experiência o povo chileno é sim trabalhador e cumpre com os acordos e prazos estabelecidos e o horário administrativo de trabalho se inicia entre 8h30 e 9h00, a depender da firma que você trabalhe.

    • BRchile disse:

      Olá Andreia. Obrigado pelo contato. E também por compartilhar uma opinião diferente da nossa. Trabalhamos no Chile há algum tempo, assim como também já trabalhamos no mercado europeu, e tentamos expor nosso ponto de vista nesse artigo baseando-se em nossas experiências. E também contamos coma ajuda de amigos brasileiros e chilenos. Enfim… é sempre bom abrir uma discussão saudável e democrática sobre os mais variados temas.

  2. Larissa disse:

    Obrigada pelas dicas! Esse site tem me dado muitas informações e bem valiosas para meus planejamentos futuros envolvendo o Chile.

  3. El Felipe disse:

    Tenho uma namorada Chilena, percebi que o Chileno realmente ganha muito bem e tem muito emprego. Ajuda muito o fato de não serem super populosos e terem uma economia forte se compararmos com os países da América Latina.

    Matéria incrível, amo o Chile e estou lendo todas as matérias sem parar… Parabéns pelo trabalho!

  4. José disse:

    Olá! Tenho amigos no Chile e já trabalho para uma companhia Chilena aqui no Brasil, porém é difícil a transferência. Ir para o país com a experiência acumulada no Brasil poderia ajudar na conquista de uma vaga?

    • BRchile disse:

      Olá José. Bom, pelo nossa experiência e de amigos que vivem no Chile, você precisa ter espanhol fluente basicamente. Depois o visto de trabalho. No caso de uma transferência de país por conta própria, o visto Mercosul resolve. Eu indicaria a você aplicar para vagas que te interesse a partir do Brasil e sentir como será a recepção do seu currículo pelas empresas do Chile.

  5. Clairton disse:

    Olá, vocês tem noção de como é montar uma empresa no Chile? Impostos? Etc

  6. Cibele disse:

    Muito bom o site de vcs… Estou me preparando para ir morar no Clile com meu esposo e pensamos em abrir uma empresa lá, por acaso vcs tem informação de onde posso começar a procurar uma luz nesse sentido?

    • BRchile disse:

      Obrigado Cibele. Infelizmente não temos essa informação. Talvez você possa entrar em contato com o governo através da Extranjería para solicitar maiores detalhes. Principalmente com relação a esse tipo de visto.

    • Stefany disse:

      Sou chileno a37 anos no Brasil pretendo ir embora si precisar de um empregado entrar em contato com minha filha

      • Lucas disse:

        Olá amigo e como posso falar com tua filha em relação a trabalho no Chile pq mesmo com minhas informação extra curriculares ta difícil RS… agradeço desde de já..

      • Danielle disse:

        Oie gostaria de ajuda para saber mais sobre empregos ou temporários. Eu estou pensando em fazer um intercambio em uma faculdade de Santiago ou Valparaiso, mas terei que arcar com meus custos de moradia, comida e passagem, e preciso de dicas para saber como economizar.

        • BRchile disse:

          Olá Danielle. Você precisa solicitar o visto Mercosul para ter direito ao visto de trabalho. No artigo você encontrará um link para esse assunto. O Chile é um país mais sério e tentar burlar a lei pode ser perigoso.

  7. Jady Rocha disse:

    Olá! Tenho formação em Moda aqui no Brasil e já trabalho no mercado há mais de 10 anos.
    Porém pretendo mudar para o Chile em 2018, por motivo de casamento (noivo chileno).
    Como é o mercado de trabalho para Estilistas/ Designers no Chile?

    • BRchile disse:

      Olá Jady. Infelizmente não temos conhecimento desse mercado. Talvez as pessoas que trabalhem nessa área aí mesmo no Brasil possam ter algumas informações interessantes sobre o mercado sul americano em geral. Até mesmo a família do seu noivo, quem sabe. Abraço e boa sorte.

  8. lucas disse:

    Ola .. eu sou brasileiro e morava no estado de Sao Paulo e estou morando no chile a 4 meses e estou a procura de trabalho que pela qual e dificil por fato de eu ser brasileiro e sou formado em informática e modelo , e preciso de ajuda
    Eu gostei pelas dicas , mas é claro que tenho minhas indiferenças a respeito mas é óbvio que cada um tem sua opinião e tem que ser respeitado mas em fim os chile tem um patamar muito grande do que se refere a questão de emprego e salário .
    bom mas é isso eu moro em santiago ( penalolen) e se alguem poder me ajudar !!! estarei grato

    • BRchile disse:

      Olá Lucas. Você tem pouco tempo de Chile ainda. Acredito que você esteja se preparando e estudando para entrar no mercado de trabalho local. A comunidade brasileira no país é grande e a área de turismo pode ser uma boa para um primeiro passo. Abraços e boa sorte.

      • lucas disse:

        entendi mas como tenho acesso alguns recurso relacionados a comunidade brasileira estou meio que perdido em relacao,a isso eu ja tenho todos os documentos para trabalhar falo um pouco de espanhol mas nao fluentemente ,

  9. João Carlos disse:

    Ola sou engenheiro civil “desempregado”, e estive no chile semana passada 28/06 a 01/07.
    Gostei do que vi, e gostaria de saber sobre o mercado da construção civil, e como li o artigo acima, seria interessante tentar vaga de assistente, auxiliar algo dessa forma em uma obra, construtora para depois correr atras de vagas de engenheiro?
    Obrigado.

    • BRchile disse:

      Olá João Carlos. A construção civil no Chile é de primeira linha, já que os envolvidos possuem um conhecimento voltado às construções 100% preparadas para terremotos até 9 pontos na escala Richter. Por isso nada acontece quando há terremotos alcançando 8 pontos ou mais, independente do tempo de duração do abalo. Sugiro que você pesquise mais a fundo esse ramo com especialistas. Acredito que os profissionais no Brasil devam saber mais sobre esse assunto, justamente pelo Chile ser referência mundial no quesito.

  10. Eliete disse:

    Olá boa tarde!
    Eu sou Manicure e depiladora e gostaria de saber mais sobre essa área aí no Chile. E também gostaria de saber como funciona o pagamento por aí. Se é por comissão ou salário fixo?
    Muito obrigada.

    • BRchile disse:

      Olá Eliete. Esse ramo não é muito comum no Chile como é comum no Brasil. O que existe são brasileiras trabalhando de maneira autônoma em suas casas, cujos clientes em sua maioria são do nosso país.

    • Alessandra disse:

      Você trabalhando por conta, atendendo brasileiras que são muitas… vai se sair muito bem! Lá além de ser muito caro o serviço de manicure, em torno de R$ 100,00 , elas não tiram cutícula. Trabalhe por conta, atendendo brasileiras que se sairá muito bem.

  11. Saulo disse:

    Oi, sou dentista e estou querendo ir trabalhar no chile. Você sabe alguma coisa sobre média salarial e validação?

  12. Debora disse:

    Olá,
    estou fazendo um curso de Gastronomia aqui no Brassil, no Instituto gastronomico das américas, cujo diploma e aceito em todas as américas. Gostaria de saber como é o mercado de tabalho nessa área aí no CHile.

    • BRchile disse:

      Olá Debora. Como dissemos no artigo, não temos conhecimento total do mercado chileno. A grosso modo, a gastronomia no Chile é menos intensa que no Brasil, digamos. Há ótimos restaurantes peruanos, por exemplo. Há muitos chefs peruanos renomados em Santiago.

  13. Carlos disse:

    Bom dia, Sou projetista de tubulação industrial na área de óleo e gás (refinaria e gasoduto)tem alguma informação sobre o assunto?
    Gostaria muito de trabalhar ai, ja trabalhei em uma empresa que prestava serviço ai, chamada Techint.
    C

  14. Carla Cristina disse:

    Ola, estou morando no Chile e gostaria de um contato de e-mail da equipe BRchile, seria possivel me enviar?

    Obrigada

  15. Quais são os benefícios que as empresas geralmente dão aos trabalhadores no Chile? Elas são obrigadas a dar esses benefícios?
    (Vale transporte, refeições, convênios, etc)

    • BRchile disse:

      Olá Beatriz. As leis trabalhistas no Brasil ainda são uma das melhores do mundo. No Chile é diferente. Você não terá benefícios atrelados ao salário.

  16. Catalina disse:

    Boa tarde pessoal do BrChile,

    Sou cidadã Chilena e moro no Brasil faz 4 anos ( Maravilhosos 4 anos, tenho so pra agradecer pro povo Brasileiro) , passei aqui dar uma olhada no seu post pq estou voltando pro Chile mas essa vez acompanhada então queria me enterar um pouco como era o assunto de documentos e tal, Quando li seu post fiquei chocada! se eu fosse Brasileira pensaria 10 vezes antes de ir morar no Chile. Achei alguns dos seus comentarios preconceituosos ao dizer que chilenos nos tem paciencia pra explicar, somos um pais muito receptivo com estrangeiros, não é por casualidade que temos um mix de nacionalidades morando lá procurando novas oportunidades o país abre suas portas para todos.
    Sobre os descontos citados AFP ou ISAPRE existen aqui e em toda parte do mundo, porq são descontos de planos de saude, e claro sem contar que tambem temos saúde publica onde não paga absolutamente nada, então isso não é novidade. Vc como Brasileiro deve saber que o 13′ salario é apenas uma “Ilusão de um beneficio” pq na verdade não é um presente ou uma bonificação que vc ganha da sua empresa e sim um dinhero que vc mesmo vem acumulando durante o ano todo, como assim? tem meses no ano que tem 4 semanas e outros que tem 5, nos meses que vc trabalha 5 na verdade recebe como si tivesse trabalhado 4, pq vc recebe o mesmo salario, opa!! mas o que acontece com essa semana que ce trabalhou a mais? vai se acumilando pra seu 13′ salario em dezembro. Agora sobre o FGTS ( fundo de garantia por tempo de serviço) , gracias a Deus não existe isso no Chile, pq como vc sabe seu dinheiro fica retido se vc deixar a empresa, e pode pegar esse dinhero so se vc for demitido. No chile vc recebe essa gatificação por anos de serviço na sua rescisão ou ” Finiquito” e não tem que ficar exchendo o saco do seu chefe pra ser demitido.

    Acho que o conteudo do site é um pouco pessoal, tenha em considerão que é um site onde se da ” Informação” e se ” Orienta” aos futuros Brasileiros que pretendem ir morar no Chile, não to falando pra contar uma historia da fadas mas sim pra ser mais “Neutro e Objetivo” nas informaões.

    Obrigada pelas informações,
    Atte,

    • BRchile disse:

      Olá Catadina. Que ruim seria se todos nós tivéssemos o mesmo olhar sobre as coisas. Ter opiniões divergentes é importante, principalmente respeitá-las. E nós respeitamos a sua. Temos mais de 120 artigos publicados até o momento e a convidamos para conhecer os demais para a emissão de uma opinião mais abalizada de nosso projeto. Grande abraço.

      • Catalina disse:

        Olá BrChile,

        Sim, claro, todos possuimos oponiões diferentes, mais com um olhar de uma nativa e com quase 30 anos de experiencia, achei irrelevante de uma pessoa que vivieu lá apenas 4 meses e deixa uma imagem que nós, Chilemos, somos impacientes e dificies de lidar, sendo que por todos os lugares que eu passei no Brasil , todos os Brasileiros que conheciam o Chile nos elogiavam justo pela receptividade. Então deve ter sido uma experiencia bem particular que não representa o povo Chileno. Além disso, no artigo , não diz se a pessoa tinha ou não dominio da lingua , o que é mais um detalhe.

        Estou deixando aqui minha visão como Chilena para não desencorajar os Brasileiros que sonham como uma oportunidade melhor, claro, sendo pé no chão e buscando todas as informações necessarias e ir praticando o idioma que é importante.

        Outro abraço; Obrigada,

        • Catalina disse:

          Apenas mais um detalhe…. Foi ressaltado FGTS como um “BENEFICIO” sendo que vc so pode ter direito só se for demitido. Trabalhei por 3 anos numa grande empresa e pedi pra sair, então, não foi possivel eu obter esse beneficio, só se eu ou a pessoa que estiver na mesma situação ficar 5 ANOS sem trabalhar com carteira assinada, ou seja, que não é uma realidade, porq precisamos trabalhar. O dinheiro ficou retido, então cade o beneficio?.

  17. luis enrique godoi diaz disse:

    Estimados (as), realmente acho muito bom poder compartir os mais diversos comentários opinioes e solicitacoes, porem vale lembrar que a certas coisas que nao sao como a gente pensa, eu tenho as duas nacionalidade sou engenheiro formado no Brasil e trabalhei numa empresa alema com escritório aqui no Chile, porem isto só foi possível porque o gerente de engenharia desta empresa já tinha estado no Brasil (Vale), onde eu conheci ele.
    E foi ele quem me deu esta oportunidade porque de fato antes disso acontecer já tinha enviado Curriculum a meio mundo no Chile e ninguem mas ninguem te chama a nao ser que voce tenha um PITUTO, (um conhecido muito bom relacionado). se voces pretendem vir por conta, pensem bem……Alem de tudo quero deixar mais dois comentario, nao e tao dificil abrir uma empresa aqui, eu mesmo estou fazendo isso e tem que falar bem español. Obrigado

    • BRchile disse:

      Agradecemos pelo comentário Luis Enrique. Sempre é bom termos testemunhos reais de quem faz parte desse processo que relaciona o mercado de trabalho chileno com os brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *