Conheça a misteriosa Ilha de Páscoa

A Isla de Pascua, ou Ilha de Páscoa em português, é um paraíso que envolve muita história e mistério. E o que muita gente não sabe é que esse local faz parte do território chileno.

A ilha é denominada Rapa Nui (Ilha Grande). O idioma rapanui é a mais oriental das línguas malaio-polinésias. Atualmente o espanhol e o rapanui são as línguas oficiais da ilha. Segundo dados oficiais, apenas cerca de 2.000 pessoas ainda falam esse idioma na ilha.

Onde fica a Ilha de Páscoa?

A Ilha de Páscoa, situada no Oceano Pacífico, está a 3.700 km de distância da costa oeste do Chile e a 3.780 km de Santiago. Possui uma população por volta de 4.000 habitantes, sendo que 87% dela vive em Hanga Roa, capital da província. Seu nome se dá pelo fato de sua descoberta ter ocorrido no domingo de Páscoa de 1722, mais precisamente no dia 5 de abril.

Páscoa é uma ilha vulcânica em forma triangular e é o pedaço de terra mais isolado do mundo, no limite da Polinésia Oriental. Relatos dão conta que três erupções vulcânicas deram origem à ilha há milhões de anos, em épocas diferentes. Desde então, os vulcões permanecem adormecidos.

O mais antigo deles é o Poike, que entrou em erupção há cerca de 600 mil anos, formando o canto sul do triângulo. Da segunda erupção surgiu o Rano Kau, no canto sudoeste. Por último, a erupção do Terevaka, localizado no canto norte do triângulo. Os vulcões fazem parte da vida do Chile. Eles podem ser facilmente avistados ao longo de seu território, conforme mostramos em nosso artigo Vulcões no Chile.

No verão, a temperatura por lá não ultrapassa os 28°C. Já no inverno, o clima é ameno e com temperaturas que vão de 17°C a 21°C. Evite chegar à ilha em maio, mês com maior número de dias chuvosos.

Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa (Foto: blogdescalada.com)

Moais da Ilha de Páscoa

Quando se fala em Ilha de Páscoa lembramos automaticamente que é lá onde se encontra os curiosos moais e todo o mistério que envolve a existência dessas enormes estátuas. Elas são esculpidas de pedra vulcânica e podem chegar a 10 metros de altura e pesar até 80 toneladas e foram construídas por volta de 1500 d.C. a 1200 d.C.

O nome completo das estátuas em sua língua local é Aringa Moai Ora, o que significa “face viva dos antepassados”. Para os chilenos, estes gigantes de pedra foram feitas pelos Rapa Nui para representar os seus antepassados, governantes ou ancestrais importantes, que após a morte tiveram a capacidade de estender a sua mão sobre a tribo para protegê-la. Elas estão todas de costas para o mar, ou seja, de frente para o interior da ilha onde ficavam as aldeias.

A grande interrogação que envolve os moais é como estas estátuas foram movidas. Segundo diz a tradição, os moais caminhavam. E estamos falando de cerca de 900 deles, com várias formas e estética, que se espalham por toda a ilha.

Ilha de Páscoa

Moais da ilha (Foto: revistagalileu.globo.com)

Como chegar à Ilha de Páscoa

É fácil chegar na ilha de avião, mas a viagem é longa e cara. Os voos saem de Santiago em direção ao Aeroporto Internacional Mataveri e tem duração de 6 horas. São cerca de 8 voos semanais pela LATAM. O valor das passagens chega a ser maior que R$2.000,00.

Para os mais aventureiros, a Marinha chilena, através do barco Aquiles, oferece duas saídas anuais para a ilha a partir da cidade de Valparaíso. A viagem dura aproximadamente 8 dias.

Ao visitar o local, os turistas devem solicitar antecipadamente um documento chamado “Cartão de Visitante Rapa Nui”, que tem como objetivo ajudar os órgãos turísticos a obter informações sobre as pessoas que chegam à ilha.

Como a Ilha de Páscoa pertence ao Chile, os brasileiros podem embarcar apenas com seu RG. Por outro lado, os voos que saem de Santiago em direção a Rapa Nui costumam ser considerados voos internacionais, pois fazem escala em Rapa Nui antes de seguir viagem ao Taiti. Para evitar problemas é indicado o uso do passaporte.

Mas se não for possível tal viagem, em Viña del Mar, cidade vizinha a Valparaíso, podemos encontrar a única estátua original de um moai fora da ilha. Ela está exposta bem em frente ao Museu de Arqueologia e História Francisco Fonck.

  • CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS DO SITE

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Douglas Oliveira disse:

    Olá!

    Seu site tem me ajudado muito. Muito obrigado por todas as dicas!
    Você teria mais informações sobre a viagem à Ilha pela Marinha?

    Abraços!

    • BRchile disse:

      Obrigado Douglas. Quanto a sua pergunta, infelizmente não temos maiores informações. O que sabemos é que os próprios chilenos que dependem de viagens entre a Ilha de Páscoa e Santiago utilizam um avião oferecido pelo governo e não o barco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *