Como ir de Santiago para Mendoza, na Argentina

Uma das grandes oportunidades de se conhecer dois países em um único passeio pela América do Sul é viajar de Santiago para Mendoza, na Argentina. A melhor maneira de se fazer essa travessia é de ônibus, principalmente pelo custo/benefício. As duas cidades estão distantes cerca de 360km.

Em média, a viagem dura entre 6 e 7 horas. A estrada que nos leva para Mendoza reserva paisagens fascinantes. É uma das rotas mais incríveis encontradas dentro da Cordilheira dos Andes. Uma das dicas que podemos oferecer é a de viajar de dia para se aproveitar a vista.

A outra dica é reservar os primeiros acentos no andar de cima do ônibus. Com certeza, você aproveitará melhor essas paisagens. Até porque alguns desses ônibus estão adesivados lateralmente, o que atrapalha a visão externa.

A estrada de Santiago para Mendoza

De Santiago para Mendoza: Los Caracoles

De Santiago para Mendoza: Los Caracoles (Foto: Luis Felipe Tarrago)

Viajar de ônibus de Santiago para Mendoza, a capital argentina do vinho, é melhor justamente para poder aproveitar a vista da estrada. Além disso, o caminho é sinuoso e estreito, o que renderá muito cansaço caso o trajeto seja feito de carro.

A estrada que liga esses dois países é a rodovia CH-60 (Ruta 60). Para se chegar ao destino final é necessário atravessar a Cordilheira dos Andes pelo “Paso Internacional Los Libertadores”, onde encontra-se o trecho carinhosamente chamado de “Los Caracoles”, por suas curvas acentuadas que lembra um zig-zag ou uma ferradura. Esse trecho engloba 670 metros de subida em seus 30km de extensão e 29 curvas.

Por todo o caminho encontram-se vinhedos, montanhas nevadas, sítios arqueológicos, estações de esqui, recantos históricos e vilazinhas. O ponto alto das paisagens é a vista do Aconcágua, o pico mais alto das Américas, com 6.982 metros de altitude, já em território argentino. Quase no fim do caminho ainda encontramos uma linda represa cuja água é super azul.

Se sua viagem ocorrer nos meses de inverno, prepare-se para estar bem agasalhado. Leve roupas pesadas porque o frio é intenso. É comum nevar na estrada e, por conta disso, o trecho de Los Caracoles pode se fechar. Nesse caso, é de extrema importância se informar antes da viagem sobre as condições locais.

Antes de comprar a passagem procure saber sobre a previsão do tempo. E se a estrada já foi fechada em algum momento, por exemplo. O que pode ocorrer, caso neve bastante, é o cancelamento de uma viagem já programada por parte da empresa de ônibus.

Mas o pior cenário é ficarmos preso no meio do caminho, sem poder seguir adiante. O mesmo serve para a volta. Se a estrada se fechar enquanto você estiver em Mendoza, precisando voltar para Santiago, terá que se preparar para ficar na Argentina. Tudo depende do tempo. A estrada pode ser liberada rapidamente, como levar dias para tal.

De Santiago para Mendoza: Los Caracoles toda coberta de neve

De Santiago para Mendoza: Los Caracoles toda coberta de neve (Foto: Clarín)

Passagens de ônibus de Santiago para Mendoza

Mendoza Argentina

Vinhedo em Mendoza (Foto: davidsbeenhere.com)

Os ônibus de Santiago para Mendoza saem do Terminal de Buses Central (Terminal Sur). O terminal fica próximo à estação de metrô Universidad de Santiago. As empresas Andesmar, Cata Internacional e Turbus fazem essa rota e vendem passagens online.

Há outras que vendem passagens direto no guichê do terminal, mas não indicamos. A Cata Internacional é a preferida pelos brasileiros que já fizeram essa viagem. Seguido pela Andesmar. Ambas empresas são argentinas.

É indicado comprar as passagens antecipadamente, claro. Existe um site propício para isso, o Plataforma 10. Os valores das passagens variam por serviço, dia e horário. Pode compreender de AR$375,00 a AR$500,00 (pesos argentinos) ida e volta. Por isso é importante visitar o site Plataforma 10 e os sites das empresas de ônibus.

Ao escolher a passagem online, preencha a origem com a opção “Santiago de Chile (Santiago de Chile – Región XIII – Metropolitana)” e destino com a opção “Terminal de Mendoza (Mendoza-Mendoza)”.

Chegue bem cedo no dia do embarque e fique bem atento, pois os ônibus não possuem uma plataforma fixa de parada. Eles são bem confortáveis e possuem serviço de bordo.

Cuidados na fronteira Chile-Argentina

Paso de los Libertadores

Paso de los Libertadores (Foto: pasosfronterizos.gov.cl)

Há que tomar muito cuidado ao passar pela imigração na fronteira entre Chile e Argentina. Sem contar que o processo costuma ser demorado. Principalmente se houver muita fila de carros e ônibus. Para usar o português correto, eles costumam ser chatos, já que o controle é rigoroso naquele lugar.

Por isso a dica é não tentar atravessar a fronteira com comida na mala, mochila, bolsa ou seja o que for. Eles irão vasculhar tudo. Já houve casos de turistas brasileiros serem multados por possuir uma fruta qualquer na mochila. E estamos falando de valores altíssimos.

Também já houve casos de turistas serem questionados se possuíam frutas escondidas por conta do cheiro que estava no ar, sendo que, na realidade, eles haviam acabado de consumir a fruta, deixando exalar o cheiro pela boca.

Sim, eles são chatos. Então vale ficar atento e não portar comida na bagagem, muito menos de origem animal. E também com possíveis compras que precisem ser declaradas.

Tenha em mãos o RG ou o passaporte, além do recibo de entrada no Chile. E guarde o recibo de entrada na Argentina que você receberá, pois ele será necessário na saída do país.

Depois que a viagem estiver concluída é hora de curtir Mendoza e visitar suas vinícolas, já que lá são produzidos os melhores vinhos da Argentina.

  • CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS DO SITE

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *